O ódio chancelado

Desde os primórdios da Internet acompanho trolls e haters de certo modo eles me motivaram  trabalhar com segurança da informação. Salas de mIRC eram inundadas por mensagens, pessoas sofriam ataques só pelo seu nickkname. O benefício do anonimato até hoje se mantém e fornece às pessoas à impessoalidade necessária para que elas possam acidificar qualquer relacionamento.

O psicanalista Contardo Calligaris deu uma entrevista à BBC Brasil explicando o tema: http://www.bbc.com/portuguese/brasil-38563773

O ponto fundamental da reportagem é o fato de que uma pessoa que incita o ódio é, normalmente, cercada por apoiadores que dão a chancela àquelas palavras. Isso pode facilmente transformar uma opinião em um crime de ódio – ou até mesmo levar às consequências de crimes contra a integridade física dos envolvidos.

Vale a pena conferir a reportagem.

Aproveito para deixar uma única consideração: pode ser que o controle do ódio nas redes sociais seja um excelente emprego para a Inteligência Artificial. Mesmo antes da mensagem do agressor chegar na outra parte, o sistema poderia interpretar o texto e informar sobre as potenciais implicações legais das suas ações.

Comentários

comments

Marcações:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *