O poder do hábito - Thiago Branquinho

O poder do hábito

Não é uma resenha do livro “Poder do hábito” de Charles Duhigg. É somente uma comemoração por ter alcançado 10% no cumprimento de um compromisso que assumi no início do ano, que é o desenvolvimento da coluna “Vivendo e Aprendendo” deste blog. Nos últimos 36 dias separei um conteúdo por dia de algo que – efetivamente – aprendi naquele dia. Cheguei a atrasar algumas publicações, mas os registros de aprendizado foram todos verídicos.

De fato, as palavras do poeta inglês John Dryden (1631-1700) refletem bem minha situação com o blog:

Primeiro fazemos nossos hábitos, depois nossos hábitos nos fazem.

Quando comecei fiquei bem receoso (não falei sobre isso no post inaugural, mas eu estava, rs) porque embora eu tivesse a certeza de que sempre teria chance de aprender algo novo todos os dias, tinha a dúvida se eu conseguiria fazer os registros. Comecei a escrever com uma baita resistência interna. Optei por usar uma forma fixa (as figura no topo de cada post), para balizar a criação dos temas. Isso simplificou muito a vida, sem dúvida. Em poucos dias, a resistência foi se quebrando com a criação de um hábito, feito à marra, mas que agora praticamente me impede de ir dormir sem cumprir esse compromisso (às vezes, o sono é implacável).

O formato estruturado pode simplificar a criação

As imagens dos posts tem uma composição simples:

  • Título
  • Decoração (as coisinhas em verde)
  • Frase de síntese
  • Imagem de fundo
  • Referência ao blog

Depois desses 36 dias posso afirmar: QUALQUER coisa pode ser encaixada nesse formato. Considerando o meu trabalho diário de criar apresentações, essa foi uma simplificação que virou uma lição aprendida para desenvolver temas.

O fator decisivo para não parar é sempre o mesmo… quanto mais eu aprendo, mais me sinto capaz de desenvolver meu trabalho. Temas esdrúxulos podem compor analogias incríveis com situações aleatórias e aprendizados de fora das minhas áreas de atuação me dão poder de diálogo com desconhecidos. Sem dúvida, isso tem estimulado a minha criatividade! Recomendo a todos que façam o exercício diário de avaliar o que foi aprendido (não somente no âmbito acadêmico e profissional, mas também pessoal.

Vamos nessa… tem mais 90 % a cumprir 🙂

#vivendoeaprendendo

Comentários

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *