Turismo que funciona no Brasil - Thiago Branquinho

Turismo que funciona no Brasil

Estive em Foz do Iguaçu. Não visitei as Cataratas, não fiz o tour na usina de Itaipu, não fui ao Paraguai, nem jantei na Argentina. Nada. Mas não precisei fazer nada disso para perceber que o modelo de turismo desenvolvido na região é um exemplo que deveria ser seguido pelo Brasil. Se você tiver um tempinho, leia este artigo da revista Superinteressante: Por que ninguém viaja para o Brasil? Ele serve como entendimento fundamental para termos uma vasta cultura a ser explorada, lugares lindíssimos e, ainda assim, não termos tantos turistas quanto poderíamos ter.

Tive a oportunidade de conhecer países em que o turismo é uma força motriz na economia. Gostaria de citar o exemplo da Nova Zelândia: é fácil ser turista. Você tem acesso rápido e descomplicado aos programas, existem opções para todos os orçamentos, as pessoas estão disponíveis para ajudar você. Quando um programa acaba, emendar em outro é simples. Tudo tem um apelo turístico. Até a coisa mais estranha é transformada em algo para turistas tirarem foto e comprarem souvenires. Pelo pouco contato que tive com Foz do Iguaçu, tive esse sentimento. o turismo lá é fluido e sem mistério. Em todos os lugares você é lembrado de que uma nova experiência turística pode ser realizada – e levada como lembrança.

Outras cidades que também compõem o ranking das que mais recebem estrangeiros a lazer (Rio e Florianópolis, por exemplo) não chegam aos pés de Foz do Iguaçu no quesito organização para o turismo.

#ficaadica

#vivendoeaprendendo

 

Comentários

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *