Cara... a torradeira! - Thiago Branquinho

Cara… a torradeira!

Em um breve experimento, o pessoal do The Atlantic (veja a matéria original aqui) criou uma “torradeira virtual” e a disponibilizou na internet, só para ver se apareceria alguém para hackeá-la (tecnicamente falando, crackeá-la). Em uma hora, ela se foi.

Isso revela um aspecto que as pessoas muitas vezes ignoram: recebemos ataques virtuais o tempo inteiro. Não necessariamente tem uma pessoa interessada em fazer uso indevido – especificamente – no seu vídeo game, seu computador ou em sua TV inteligente. Mas algumas pessoas deixam robôs descobrindo e testando dispositivos pela internet. São sistemas de baixa complexidade, automatizados, que varrem toda a internet à procura de sistemas com vulnerabilidades. Quando encontram, usam rotinas padronizadas para tentar invadir ou fazer um uso não autorizado.

Com a “moda” dos Ransonware (e agora Doxware – veja aqui), um cracker pode deixar um robô procurando servidores vulneráveis para criptografar o conteúdo e depois pedir resgate dos dados. Se você acha que não pode acontecer com você, veja esta reportagem do Fantástico:

Fica a dica: veja se algum dispositivo da sua rede está disponível na internet:

https://www.shodan.io/

Pode falar que nós estamos prontos para a Internet das Coisas (IoT), hein? rsrs

#vivendoeaprendendo

Comentários

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *